Desconfiança

desconfiança

– Já te chamei para o banho três vezes! – digo eu, à porta da sala, onde ele se recusa a largar a consola e desviar os olhos da televisão.
– Sim, sim. Vou já.
– Basta pores na pausa.
Então, lá acede e pousa o comando, não sem antes olhar discretamente para trás, para a mesa onde a irmã está a fazer desenhos. Com uma indecisão e desconfiança patentes, … Ler mais