Tarde de Julho

Tarde-de-julho

Tarde de Julho. A mesa foi posta na rua. A conversa flui naturalmente. Há sempre histórias para contar e ouvir. Há um resto de gelado a derreter na taça. Há uma cadela felpuda a dormir debaixo do banco e um gato vigilante, no telhado. Há festões coloridos a dançar ao vento, sobre a minha cabeça, que se manterão por ali até ao fim do Verão. Há raspar de talheres nos … Ler mais