“O amor não se compra. O amor merece-se.”

O amor merece-se

O Salvador, agarrado ao gato, a ter conversas banais que qualquer criança de sete anos tem com o seu animal de estimação: “Gato, o amor não se compra. O amor merece-se. Percebeste?”
Por mim, nada a acrescentar.
Só acho que o gato é da opinião que o amor se merece, mas só depois umas quantas embalagens de whiskas saquetas ou umas fatiazinhas de fiambre da perna extra, bem fininhas, acompanhadas … Ler mais

30 euros em parvoíces

30-euros-em-parvoíces

Antes de irmos buscar os miúdos ao infantário, passámos propositadamente pelo supermercado para comprar manteiga. Um único e simples pacotinho de manteiga, até porque tínhamos lá estado três dias antes e não precisávamos de mais nada.
Para nós, uma simples ida ao supermercado a dois é uma boa desculpa para namorar, falar sobre o nosso dia ou apenas para aparvalhar – actividade muito salutar entre duas pessoa que se amam … Ler mais

Não adianta

nao-adianta

Não adianta de nada saírem para jantar, hoje, em clima exacerbado de romantismo, se se esquecem de o fazer nos outros dias do ano.
Não adianta comprarem um lindo ramo de rosas vermelhas, hoje, se são incapazes de lhe roubar uma flor no jardim nos outros dias, só porque sim.
Não adianta escreverem uma mariquice forçada num postal com ursinhos carinhosos, se não lhe mandam um “Tenho saudades tuas. Mal … Ler mais

Prometes?

prometes

– Oh mãe, eu não quero crescer. – pede-me ela num timbre anasalado de constipação que lhe confere uma vozinha particularmente fofa.
– Mas tens de crescer. Toda a gente cresce. Devagarinho e quase sem dar por isso… E quando estiveres crescida, vais adorar e fazer muitas coisas que não podes fazer agora.
– Mas eu não quero! – insiste, encostando a cabeça no meu ombro, como se isso a … Ler mais