Primeiro de Agosto, primeiro de Inverno

Primeiro de Agosto

A minha avó tem uma frase típica para o dia de hoje, carregada de positivismo e ânimo, principalmente para quem esperou tanto tempo para ir de férias no oitavo mês do ano:
“Primeiro de Agosto, primeiro de Inverno.”
Tau! Assim, este fatalismo todo sem aviso nem açúcar, mesmo quando estás a guardar o fato de banho e os teus vestidinhos mais leves na mala, a assinalar as cascatas onde queres tomar banho, os melhores lugares para apreciar um pôr-do-sol, as praias com bandeira azul, a esplanada com melhores caipirinhas… Não, não foi o George Martin quem criou o épico mote “Winter is Coming”. Foram as nossas avós, inspiradas pelo sábio almanaque de ditados português! O lema da casa Stark é apenas uma imitação barata da máxima que acompanhou a minha infância. E eu cresci com esta verdade cruel e incontornável, um axioma que paira fatalmente sobre a nossa cabeça como um sabre prestes a decapitar-nos os sonhos de Verão, murmurando sinistramente ao nosso ouvido:
“Primeiro de Agosto, primeiro de Inverno… E é melhor levares um casaquinho.”
Obrigada avó! Mas este ano nós só vamos em Setembro – que insanidade, certo? Calculo que nessa altura já se façam sentir os glaciares ventos do norte, caiam pedras de gelo dos céus e a piscina esteja pronta para fazermos patinagem artística. E sim, os dias também já estão mais curtos. Talvez seja melhor não sairmos de casa depois das 18h para comer gelados. Chocolate quente, digo.
Talvez seja melhor cancelar.
Avós <3

Acho que lhe vou ligar só para a ouvir dizer esta frase. Caso contrário, nem o meu primeiro dia de Inverno tem o mesmo sabor.

Partilha!Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someoneBuffer this page

Leave a Comment.