O urso Custódio

urso-custódio

– Mãe, conta-nos uma história daquelas que tu inventas.
Exausta, deitei a cabeça na almofada, pensando onde ia arranjar imaginação para inventar uma história quando o que mais queria era dormir.
– Era uma vez o urso Custódio. Ele era um urso muito gordo, felpudo e fofinho, mas tinha um problema…
Eles arregalaram os olhos, na expectativa.
– Cheirava muito mal dos pés!
Sem surpresa, eles riram-se.
– Coitadinho! Então ele não tomava banho? – perguntou ela.
– Afinal não era um urso. Era um porco! – diz ele.
– Não. Era um urso que cheirava gravemente a chulé. Ele até tomava banho… E punha desodorizante e perfume e besuntava-se com as flores mais perfumadas da floresta, mas cheirava sempre mal dos pés! E todos fugiam dele.
Ele ri-se agarrado à barriga, mas ela faz um beicinho, solidária com Custódio, o urso chulezeiro.
– Não gosto dessa história… – murmura.
– Espera! Até que um dia ele conheceu a linda e doce fada arco-íris. E ela disse-lhe que para resolver o problema ele teria de apanhar o lírio bem-cheiroso e fazer um chazinho com ele. Mas o lírio bem-cheiroso escondia-se na zona mais profunda do bosque e só se via à luz da lua.
– Ele só podia apanhá-lo de noite?
– Sim. – afirmo no meio de um bocejo. – E foi o que ele fez. Aventurou-se na floresta, já a noite ia bem escura, e por entre fetos e pinheiros, no meio de toda aquela escuridão, encontrou uma flor muito brilhante que era o lírio bem-cheiroso. Colheu-o, fez um chazinho quando chegou a casa e nunca mais cheirou a chulé. Vitória, vitória acabou-se a história!
Eles olham para mim, como se tivessem sido defraudados.
– Só isso?
– Sim…
– E não apanhou um saco cheio de lírios para vender chá mágico aos outros animais que também cheiravam a chulé e assim ficar com muitas moedas?
– Não…
– Oh! Que totó… Acho que ele devia fazer isso e ficar rico.
Moral da história: um conto de encantar com fadas e ursos pode sempre acabar numa estranha lição sobre neoliberalismo e iniciativa privada…

Partilha!Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someoneBuffer this page

Leave a Comment.