Teresinha

memória

Caminhava pela rua dos jacarandás e das casas com nome de gente quando o vi parado à frente do portão, amparado por uma bengala. Olhava para um lado e para o outro, como se procurasse alguém, e quando me viu arregalou os olhos. Foi então que numa passada cambaleante começou a andar na minha direcção, muito devagarinho. Ainda olhei para trás para ver se o alvo do seu interesse estava … Ler mais

Já dizia Vinicius de Moraes…

Já dizia Vinicius

(Algures em 2017)

Sobre o amor, já dizia Vinicius de Moraes:

“Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.”

Tal premissa sempre me causou certa inquietação, porque sendo um poeta e um amante do próprio “Amor” a afirmá-lo, devia ter um certo fundo de verdade. Era como uma nuvem negra premonitória do futuro de todos os amores. Mas… para o cacete o Vinicius! Quando … Ler mais