Adeus Olaf

adeus-olaf

– Podemos levar o boneco de neve connosco? – pergunta-me ele.
– Não… – respondo, adivinhando que essa resposta não lhes chegará.
– Oh! Porquê? – pergunta ela.
– Porque vai derreter pelo caminho.
– Ligamos o ar condicionado para o frio!
– Os senhores do hotel não nos deixam entrar com ele.
– Entramos com ele às escondidas. Tapamo-lo com os nossos casacos!
– Os bonecos de neve não … Ler mais

“Falta muito?”

Baltazar porta bagagens

 

 

7.30h da manhã.
Desconhecendo que vai passar dois dias a casa dos avós, o Baltazar acomoda-se ao lado das malas, no porta-bagagens. Ou talvez até saiba e já esteja a planear qual o próximo pitéu a roubar da bancada.

Viro-me para o banco de trás, onde eles estão meio ensonados mas com um brilhozinho de expectativa nos olhos.
– Então? Estão prontos para irmos ao museu das placas?… Ler mais

Não posso dizer. É surpresa!

e-surpresa

– Amanhã posso levar as botas novas para a escola?
– Amanhã não vais à escola.
– Não vou?!
– Não. Amanhã vamos passar o dia todos juntos, num sítio especial.
– Onde?
– Não posso dizer. É surpresa! – e pisquei-lhe o olho.
Ela abriu muito a boca e foi a correr chamar o irmão.
Ao fim de uns segundos estavam os dois à minha frente, a massacrarem-me com … Ler mais

Estágio

estágio

Fui buscá-lo à escola. Passei junto à janela da sala e ouvi uma gritaria infantil que me fez arregalar o olhos de estupefacção e súbita solidariedade para com a professora responsável pela primeira aula de enriquecimento curricular (AEC) – e ao escrever isto não consigo represar aquele pensamento-tipo e instantâneo que surge no cérebro de muitos de nós, e que é, passo a citar: “Aulas de enriquecimento curricular?! Modernices! No … Ler mais

Não adianta

nao-adianta

Não adianta de nada saírem para jantar, hoje, em clima exacerbado de romantismo, se se esquecem de o fazer nos outros dias do ano.
Não adianta comprarem um lindo ramo de rosas vermelhas, hoje, se são incapazes de lhe roubar uma flor no jardim nos outros dias, só porque sim.
Não adianta escreverem uma mariquice forçada num postal com ursinhos carinhosos, se não lhe mandam um “Tenho saudades tuas. Mal … Ler mais

Sentido prático feminino

1 sofia gloria modern family

Pousou os pacotes de leite e o saco das compras no chão e despiu a sweat ensopada, queixando-se da chuvada que tinha apanhado e da chata que tinha apanhado à sua frente, na caixa do supermercado, com quinhentas dúvidas quanto aos cupões de desconto que levara consigo, originando uma fila interminável atrás de si.
Enquanto ele falava, eu olhava intrigada para o saco das compras – aqueles de 50 cêntimos … Ler mais

Crescer não é o problema…

Carnaval Maria e Salvador

Quais as doses diárias de magia recomendadas? Quantas vezes podemos ir ao mundo do Faz-de-Conta e regressar ilesos, à realidade? Qual a fórmula para nunca deixarmos de sonhar e ver o mundo a cor-de-rosa, verde sapo e bolinhas vermelho joaninha? E desde quando fazer banquetes de tartes de lama e cupcakes de plasticina deixou de ter piada? Quando foi que deixaste de ter medo de monstros e de achar que … Ler mais

“Não quero ser velhota”

não-quero-ser-velhota

Depois de saírem do infantário, o irmão veio o caminho todo a dizer que lhe ia fazer uma sopa de placas dentárias e um arroz de dentes. Como ela continua impressionável em relação ao assunto, ele vai aproveitando para se divertir a horrorizá-la, sempre que pode. E depois já não eram só placas e dentes, mas também cérebros e tripas. Uma porcaria sem tamanho, com ela a gritar com genuína … Ler mais