Fim de um ciclo que me sabe sempre a recomeço

Outono

Chegou e instalou-se, diria eu, ao sentir o vento frio à janela e o ténue cieiro que insiste em aparecer-me nos lábios à primeira descida de temperatura. Ainda assim, para incompreensão de alguns, há uma peculiar alegria no meu coração só por sabê-lo entre nós. E estranhamente, embora represente a melancolia do fim de um ciclo, sabe-me sempre a recomeço…

“Oh, por favor, tu não és normal! Quem é que … Ler mais

11/9 e a magnólia

FILE - In this Sept. 11, 2001 file photo, people covered in dust walk over debris near the World Trade Center in New York. (AP Photo/Gulnara Samoilova)

Sei que tinha dezasseis anos. Sei que estava sozinha em casa, a pintar o meu quarto. Não sei porque decidi fazê-lo no fim do Verão, a poucos dias do recomeço das aulas, mas lembro-me que a cor da tinta tinha o garboso nome de “magnólia”.
Gabo a criatividade a quem tem a proeza de atribuir nomes diferentes a tantas cores e seus diferentes tons. O que para nós é um … Ler mais

E de repente, já é Setembro!

e-de-repente-já-e-setembro

1 de Setembro

Acordei-os com um beijo doce, deixei o sol espantar a escuridão nos quartos e entoei um entusiástico “Bom dia! Toca a levantar que hoje é dia de escola!”
Disse-lhes o quanto ia ser bom reverem os amigos, partilharem o que fizeram nas férias, perceber o quanto cresceram todos mais um bocadinho. Disse-lhes que ia aguardar ansiosamente pela hora de os voltar a abraçar e que depois podíamos … Ler mais